Depoimentos

Depoimentos de praticantes da bruxaria

Aqui você vai encontrar depoimentos de pessoas que estudam e praticam bruxaria. São histórias que podem te inspirar e te incentivar ainda mais a trilhar o caminho mágico.

Se você também tem uma história legal pra contar, envie o seu depoimento para o e-mail: gabisilf@gmail.com


Bruna Andrade

"Desde criança, tive contato com a natureza, pois eu morava em uma chácara. Lembro que eu pegava vidros antigos de remédio e usava pra brincar, amassava plantas, misturava com água, e passava em plantas quebradas, árvores com galhos descascados falando que era remédio pra curar as plantas (Sério)
Na adolescência (aos 15 anos mais ou menos) fui atraída pelo misticismo, comprei bruxinhas, magos, incensários, fadas etc e conheci uns livros de Wicca que minha amiga tinha. Porém como fui criada em um meio católico, meu pai estava passando por uns problemas sérios devido ao divórcio e chamou uma pessoa pra rezar em casa que ao ver meus apetrechos foi aquele reboliço e eu tive que desfazer das minhas coisas.
Depois disso, de acreditar que isso eram coisas ruins e blábláblá, eu deixei tudo quieto, adormecido. Então a uns 3 anos atrás me atraí por meditação, budismo e hinduísmo e em meio a esses estudos conheci o xamanismo, ao vasculhar na minha cidade descobri que havia um instituto xamânico, então comecei a participar dos rituais, me envolvi com encontros do sagrado feminino e devido a isso eu comecei a estudar a bruxaria natural, hoje em dia sou um neném engatinhando ainda, com algumas dezenas de livros lidos, faço rituais e feitiços esporadicamente e atualmente fui convidada pra ser uma das madrinhas dos encontros femininos no instituto xamânico
O chamado sempre vem uma hora ou outra, não adianta escapar rsrs. É importante que todos saibam escutar esse chamado e fiquem atentos às suas intuições. A magia é um caminho sem volta, porém, altamente gratificante."


Eric Gomes

"Depois que comecei a ser bruxo, o mundo se tornou muito melhor e comecei ver o mundo de uma forma maravilhosa. Eu deixei de lado o meu preconceito com as pessoas e comigo. Eu comecei a sentir a dor dos animais e a tratá-los como merecem.
A mãe sempre me chamava de macumbeiro, ai eu pedi a ajuda da Deusa Mãe para resolver isso. Ela adoçou com seu jeito encantador fazendo com que minha mãe começasse a ver o mundo de outra forma.  Primeiro, ela viu na televisão como atrair anjo pra casa, e quando fui perceber ela estava diferente vendo o mundo de outra maneira. Eu sou uma pessoa muito melhor, melhorei meu autoconhecimento, evolui muito, sou mais feliz, tudo o que preciso consigo, e sempre ajudo as pessoas, coisa que eu não fazia. Sou 100% saudável, só com natural e espero conseguir ser vegetariano, porque adoro os animais e tenho um nojinho de carne... De 0 a 10 evolui 1000 e espero evoluir ainda mais, e mudar o jeito que sou e ver as coisas de uma forma melhor. 💛💙💜💚"


Maria Glanz

"Não sei bem desde quando sou bruxa. Acho que desde sempre, mas, nesta vida acho que sempre soube que era diferente, e com o tempo fui aprendendo a fazer poções sozinha. Sempre usei a cozinha desde os cinco anos de idade, nesta fase não tinha noção do que fazia, mas tinha uma receitinha para cada tipo de "doença". Quando me tornei adolescente, sempre procurei pelo sobrenatural. Depois que me tornei adulta sempre estudei o assunto, que na época vinha em livros disfarçados de ciências herméticas. Então estudei e estudo astrologia, comecei com uma tia que era sacerdotisa druida, e depois que ela partiu para as estrelas continuei minha jornada. Encontrei pessoas maravilhosas no meu caminho a quem devo muita gratidão, como uma amiga numeróloga que mora em Catanduva. Lá fizemos nosso primeiro Dia das Bruxas, junto com outra amiga Sueli, com tudo que tínhamos direito, fogueira, flores, velas, mastro com fitas, comidas e bebidas especiais para o dia.  Foi quando eu senti que realmente eu era e sempre fui bruxa. E junto com a alegria veio a responsabilidade. Então tive um período desagradável na vida onde não havia espaço para meus rituais e tive que parar um pouco. Retornei com tudo há alguns anos, e estou mais feliz que nunca!
Agora estou com 64 anos, e estou escrevendo sobre a Arte, fazendo feitiços e ajudando as pessoas que me procuram, é gratificante. Resumindo: Uma vez Bruxa, sempre Bruxa."


Monique Santos

"Eu sou a Nicke, tenho 14 anos , e pratico bruxaria a 2 anos. E pra mim a bruxaria faz parte de mim. Quando eu faço um feitiço eu sinto as energias do universo junto com meus elementos.
Minha família não aceita que eu seja bruxa, e eu digo: "Quem vai assumir a responsabilidade sou eu, em primeiro lugar." E quando algum conhecido meu fala que estou fazendo o mau, eu falo "O que tem de tão errado em fazer o bem pra mim, para o universo e para a natureza?".
Pra mim, a magia não tem que ser feita, tem que ser sentida."



Nenhum comentário:

Postar um comentário